< >

GRI PR1

Fases do ciclo de vida de produtos e serviços em que os impactos na saúde e segurança são avaliados visando à melhoria e o percentual de produtos e serviços sujeitos a esses procedimentos+ Índice remissivo GRI

GRI PR5

Práticas relacionadas à satisfação do Cliente, incluindo resultados de pesquisas que medem essa satisfação+ Índice remissivo GRI

GRI PR6

Programas de adesão a leis, normas e códigos voluntários relacionados a comunicações de marketing, incluindo publicidade, promoção e patrocínio+ Índice remissivo GRI

Clientes

Tendo entre os seus valores o compromisso de servir o Cliente com inovação, produtividade e responsabilidade, a Odebrecht Agroindustrial trabalha para manter a satisfação e, consequentemente, relacionamentos de longo prazo com seus Clientes. Devido ao modelo do negócio, a Empresa mantém um pequeno número de Clientes e, por conta disso, consegue garantir um contato próximo e constante.

Entretanto, o direcionamento da área comercial segue em sentido oposto: o de expandir a base de Clientes e ganhar market share no Centro-Oeste do País. A ideia é desenvolver alternativas logísticas que possibilitem a exploração de novos mercados, tanto no Brasil quanto no exterior.

Além disso, a estratégia da área comercial se baseia em duas alavancas: o fortalecimento do relacionamento com distribuidoras regionais, aumentando a participação nos Estados onde já há produção e incentivo, capturando assim melhores resultados; e excelência em inteligência de mercado, com projeções acertadas da curva de preços ao longo da safra, que levem a estocar nos momentos de preço mais baixo e a vender nos períodos de alta. A venda de etanol para as distribuidoras segue atrelada aos valores divulgados pelo Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Esalq/USP, que semanalmente publica os preços do produto, servindo de parâmetro aos contratos que serão fechados na semana seguinte.

Largamente aceitos pelos Clientes e órgãos de fiscalização, os produtos comercializados pela Odebrecht Agroindustrial se destacam por requisitos de qualidade, sem que haja quaisquer restrições à sua comercialização. As informações relevantes dos produtos são divulgadas com transparência, garantindo segurança e sustentabilidade em todas as fases do seu ciclo de vida. A Empresa dispõe ainda de um Plano de Atendimento de Emergência (PAE), com procedimentos e medidas a serem adotados em caso de acidente no transporte de açúcar ou etanol.

Não são comercializados produtos proibidos em certos mercados ou que sejam objeto de questionamento ou debate público. As especificações de fabricação do etanol estão disponíveis no site www.odebrechtagroindustrial.com, de forma a atender à legislação da Agência Nacional de Petróleo (ANP). A empresa estimula e participa de campanhas de marketing do setor que valorizam os benefícios do etanol, porém não desenvolve ações de marketing específicas por não comercializar diretamente aos usuários finais do produto.

Pequena Empresa Comercial (PEC)

Na safra 2013-2014, foi lançado o projeto da Pequena Empresa Comercial (PEC), com o objetivo de melhorar o desempenho das nove Unidades, permitindo, por exemplo, melhor planejamento da produção, otimização dos estoques, redução do custo de servir e ganhos de precificação. Na prática, cada Unidade funciona como uma pequena empresa que fornece os produtos que serão vendidos e distribuídos pela área Comercial e Logística.

A partir da visão consolidada dos resultados das Unidades Agroindustriais, a Pequena Empresa Comercial (PEC) captura ganhos de escala tanto na área comercial como na área logística, elevando o nível de serviço aos Clientes e o resultado da Odebrecht Agroindustrial. Os indicadores começaram a ser levantados e os resultados serão aferidos na próxima safra.