< >

GRI 4.16

Abordagens para o engajamento dos stakeholders, incluindo a frequência do engajamento por tipo e por grupos de stakeholders+ Índice remissivo GRI

GRI EC8

Desenvolvimento e impacto de investimentos em infraestrutura e serviços oferecidos, principalmente para benefício público, por meio de engajamento comercial, em espécie ou atividades pro bono+ Índice remissivo GRI

GRI EC9

Identificação e descrição de impactos econômicos indiretos significativos, incluindo a extensão dos impactos+ Índice remissivo GRI

GRI SO9

Operações com significativo potencial ou real impacto negativo sobre as comunidades locais+ Índice remissivo GRI

GRI SO10

Medidas de prevenção e mitigação implementadas em operações com significativo potencial ou real impacto negativo em comunidades locais+ Índice remissivo GRI

Programa Energia Social

O Programa Energia Social para Sustentabilidade Local tem como objetivo contribuir para a melhoria da qualidade de vida das regiões onde a Odebrecht Agroindustrial atua, com ações e investimentos sustentáveis em um modelo de gestão participativa. A iniciativa integra e fortalece os laços com as comunidades e governos locais por meio do compromisso da Empresa em entender as prioridades locais e, em conjunto, definir as ações e os investimentos socioambientais.

Para nortear suas ações, o Programa adota alguns documentos-base, como a Carta da Terra, os Objetivos do Milênio e a Agenda 21. Esses documentos são referendados pela Organização das Nações Unidas (ONU) e procuram relacionar de forma sustentável o equilíbrio das relações entre a natureza, a sociedade e a vida humana. Além desses, o Energia Social também adota a Flor da Cultura da Sustentabilidade e a Política sobre Sustentabilidade da Organização Odebrecht.

Hoje, o Programa está presente em nove cidades, nas quais já foram implantados mais de 50 projetos, em parceria com os governos e as comunidades locais. O Programa é desafiador, pois trabalha com um modelo de governança participativa em que a comunidade, a prefeitura e a Empresa decidem, em conjunto, quais as prioridades para os municípios e quais projetos serão realizados.

Nesta safra, o Programa Energia Social completou quatro anos do seu lançamento. Foram 13 novos projetos implantados, beneficiando diretamente 1,8 mil pessoas, com investimento de R$ 3,3 milhões. Depois de um longo processo de amadurecimento das relações e processos, pode-se afirmar que esta safra foi a com maior número de realizações e envolvimento da comunidade, com 20 mil participações.

Alguns aspectos são importantes destacar:

  • A mudança, no início de 2013, nas gestões dos municípios onde o Programa está implantado. Apesar de diminuir o ritmo das atividades no início dos mandatos, a modificação propiciou participações de novos gestores e técnicos do governo local, mais mobilizados para apresentar resultados.
  • A maturidade da comunidade. Depois de quatro anos participando ativamente de reuniões, debates e discussões promovidas pelo Programa, a comunidade demonstrou maior proatividade e interesse na maioria dos municípios. Como resultado, houve grande aumento da demanda por novos projetos.
  • Facilitação local realizada pela equipe da Odebrecht Agroindustrial residente nos municípios. O resultado foi uma aproximação mais rápida das pessoas, da comunidade e governo local com a Empresa, reforçando a confiança no processo e a presença da Empresa na comunidade local.

Os resultados do programa são monitorados por meio de Indicadores que consideram, entre outros, as diretrizes para investimento social privado da International Finance Corporation (IFC), instituição do Banco Mundial que apoia os investimentos privados nos países em desenvolvimento. A Odebrecht Agroindustrial mantém, ainda, relatórios mensais de acompanhamento das iniciativas por município, boletins informativos e um site específico (www.energiasocial.com.br) para divulgação das ações para seus públicos de interesse.

info-energia-social

Com investimento acumulado em R$ 15 milhões, até março de 2014, o Programa já realizou 1.254 eventos e desenvolveu 57 projetos. Estas iniciativas beneficiaram diretamente 92,6 mil pessoas.

O ano-safra também foi marcado pelo fortalecimento das Ações de Mobilização Comunitária. Esse tipo de iniciativa, quando integrada ao Calendário de Eventos de cada cidade e a temas relacionados à Sustentabilidade, tem grande capacidade de envolver as pessoas que não participam diretamente das reuniões e por consequência ampliam a abrangência do Programa. Os principais eventos foram:

  • Cine Energia Social – Tem como foco promover exibições de filmes, documentários e desenhos para diferentes públicos que contribuem com a ampliação dos conceitos e práticas de sustentabilidade. Destaque para o desenho animado francês Kirikou e os Animais Selvagens, que compreende quatro histórias e lendas africanas, contadas por um menino de 7 anos, e a busca para salvar o meio ambiente de sua aldeia. O filme foi doado a todas as escolas Municipais e Estaduais, por meio das Secretarias de Educação, dos nove munícios de atuação do Programa, em apoio às atividades pedagógicas.
  • Dia das Crianças – Em todos os municípios do Programa, foram realizadas atividades educativas e recreativas em parceria com as prefeituras municipais. As ações possibilitaram o envolvimento do Programa com aproximadamente 3 mil crianças, com foco na preservação ambiental.
  • Copa Energia Social das Escolas Municipais – Em Mineiros, Goiás, foi realizada a 1ª Copa Energia Social das Escolas Municipais nos dias 27 a 29 de novembro de 2013, no Centro Esportivo Antônio Carlos Paniago. Mais de 530 crianças, de 9 a 11 anos, competiram nas modalidades de Futsal e Queimada.
  • Formação Cidades Sustentáveis – O Programa viabilizou workshop com integrantes das Prefeituras para atualização das prioridades e desafios dos municípios, seguindo a plataforma que funciona como uma agenda para a sustentabilidade, incorporando de maneira integrada as dimensões social, ambiental, econômica, política e cultural e abordando as diferentes áreas da gestão pública em 12 eixos temáticos.
  • Seminários de Sustentabilidade Local – A realização referendou a contribuição do Programa para Sustentabilidade, para debater temas relevantes locais, explicitado pelo grande número de participantes e depoimentos.
Projetos já implantados pelo Programa Energia Social
Comissão Temática Educação
Projetos Municípios
Qualificação Profissional Cachoeira Alta (GO)
Caçu (GO)
Nova Alvorada do Sul (MS)
Mirante do Paranapanema (SP)
Alto Taquari (MT)
Mineiros (GO)
Costa Rica (MS)
Perolândia (GO)
Pós-graduação em Psicopedagogia Mirante do Paranapanema (SP)
Comissão Saúde Segurança e Preservação Ambiental
Projetos Municípios
Adequação do Viveiro de mudas nativas Costa Rica (MS)
Ampliação da Infraestrutura do Hospital Municipal Mineiros (GO)
Materiais Médico-Hospitalares Costa Rica (GO)
Laboratório de Análises Clínicas Nova Alvorada do Sul (MS)
Vida Saudável Caçu (GO)
Cachoeira Alta (GO)
CTI Neonatal Alto Taquari (MT)
Monitoramento da Biodiversidade – Fase I Mineiros (GO)
Costa Rica (MS)
Alto Taquari (MT)
Reabertura do Parque Nacional das Emas Mineiros (GO)
Ciclismo no Parque Nacional das Emas Mineiros (GO)
Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos Teodoro Sampaio (SP)
Mirante do Paranapanema (SP)
Cachoeira Alta (GO)
Caçu (GO)
Nova Alvorada do Sul (MS)
Mineiros (GO)
Projeto Arquitetônico Frutos da Roça Caçu (GO)
Hortas circulares Nova Alvorada do Sul (MS)
Sede da Pestallozzi Alto Taquari (MT)
Nutrição Animal Teodoro Sampaio (SP)
Fortalecimento da Agricultura Familiar – Fase I Mineiros (GO)
Núcleo de Corte e Costura Perolândia (GO)
Comissão Cultura
Projetos Municípios
Projeto Arquitetônico Ponto de Cultura da Sustentabilidade Cachoeira Alta (GO)
Caçu (GO)
Mirante do Paranapanema (SP)
Teodoro Sampaio (SP)
Nova Alvorada do Sul (MS)
Revelando Mirante Mirante do Paranapanema (SP)
Livro Cantigas e Cirandas no Cerrado Costa Rica (MS)
Projetos implantados na safra 2013-2014 
SAÚDE, SEGURANÇA E PRESERVAÇÃO AMBIENTAL
Projeto Municípios Atividade Impactos atuais ou esperados
Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos Mineiros (GO) O plano contempla análise dos resíduos sólidos, modos de geração, formas de acondicionamento na origem, coleta, transporte, processamento, recuperação e disposição final para avaliar o atendimento à legislação e oportunidades de melhoria. O plano tem validade de 20 anos e contempla a introdução de coleta seletiva para cada município. As medidas tiveram validação nos municípios para acesso a recursos públicos ligados à Política Nacional de Resíduos Sólidos.
Vida Saudável Caçu e Cachoeira Alta (GO) Visa qualificar agentes de saúde, sociais e de educação para atuar nas comunidades em temas ligados à vulnerabilidade social. Prioritariamente, estimulará pré-adolescentes, adolescentes e jovens a desenvolverem comportamentos saudáveis. 25 profissionais foram capacitados para atuar com ações educativas envolvendo toda a base familiar. O trabalho visa à promoção e à sensibilização para conscientizar e orientar a relação entre pais e filhos, jovens e a melhor idade das famílias.
Implantação do Cicloturismo no Parque Nacional
das Emas (PNE)
Mineiros (GO) Estruturar a atividade de ciclismo no Parque para incentivar a visitação e o envolvimento da população com o Cerrado, por meio da capacitação de 30 guias e condutores e da abertura de uma trilha ciclística monitorada com 20 bicicletas à disposição dos visitantes. Aproximar do Parque a população do entorno, por meio de educação ambiental, e dar continuidade ao processo de estruturação do turismo ecológico na região.
Sede da Associação Pestallozzi Alto Taquari (MT) Estruturar uma sede adequada para a adoção dos serviços de atendimento multidisciplinar a  pessoas com deficiência. Oferecer atendimento de qualidade às pessoas com deficiência da região.
ATIVIDADES PRODUTIVAS
Fortalecimento da Agricultura Familiar Mineiros (GO) Organizar a produção em escala com os agricultores familiares por meio do Programa de Assistência Técnica da Emater/Prefeitura para fornecer alimentos com alto padrão de qualidade ao consumidor e à merenda escolar. Fortalecer a Coopermin na organização da agricultura familiar local, atendendo diretamente 30 produtores rurais e suas famílias, e indiretamente, os alunos das escolas públicas e toda a população de Mineiros e região por meio de oferta de produtos de qualidade.
Nutrição Animal Teodoro Sampaio (SP) Apoio à cadeia produtiva do leite. O projeto viabilizará a implantação de técnicas de nutrição do gado leiteiro, baseadas na produção de capim-elefante para suplementar a alimentação do gado no período de seca (quando a escassez da pastagem reduz a produção diária). Atendimento de 100 pequenos produtores e assentados da região e aumento da renda deles.
Apoio à cooperativa de corte costura e artesanato Perolândia (GO) Criar cooperativa de costureiras para a confecção de uniformes e artesanatos. Serão realizadas capacitações em associativismo e corte e costura industrial para os participantes da cooperativa, assim como, em parceria com o Sebrae, será construído o plano de negócios. Atender à demanda do município, da prefeitura, do posto de saúde, das escolas municipais e faculdades da região. Geração de renda para 70 moradores da zona rural, sendo a maioria mulheres.
Hortas Circulares Nova Alvorada do Sul (MS) Contribuir com a disseminação de conhecimentos práticos de produção de hortas circulares, por meio de sistema agroecológico sem fertilizantes, agrotóxicos e reguladores de crescimento. Serão contemplados 27 produtores, que poderão abastecer escolas e empresas com produtos orgânicos.
EDUCAÇÃO
Cursos de qualificação profissional para comunidade Alto Taquari (MT), Mineiros (GO) e Costa Rica (MS). Cursos profissionalizantes de mecânico, soldador, caldeireiro, operador de tratores agrícolas e colhedora de cana, eletricista, atendimento ao Cliente, monitoria em turismo, confeitaria, eletricista, instalador hidráulico, informática, entre outros. Formação profissional de 450 pessoas residentes dos municípios, atendendo a demandas específicas de cada mercado.
Curso de pós-graduação em psicopedagogia para professores das redes públicas Mirante do Paranapanema (SP) Início em novembro de 2011 e término em março de 2013. Atende 80 educadores, com 450 horas/aula ministradas por professores-doutores da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid). Formação de 80 educadores pós-graduados em Psicopedagogia Institucional; aprimoramento do processo de aprendizagem nas escolas do sistema de educação do município.

Projetos em andamento

Comissão Temática Educação – Ampliação da Escola Pedro Ludovico, Cachoeira Alta (GO), Educação Ambiental nas Escolas Municipais, Nova Alvorada do Sul (MS), Primeiros Passos – ampliação de duas creches, Mineiros (GO).

Comissão Temática Saúde, Segurança e Preservação Ambiental – Monitoramento da Biodiversidade Fase II, Mineiros (GO), Costa Rica (MS) e Alto Taquari(MT); Mais Sentido aos Jardins, Mineiros (GO); Plano de Gerenciamento Integrado de Resíduos Sólidos, Alto Taquari (MT); Conservando o Homem na Terra, As Águas no Rio e as Árvores na Mata, Perolândia (GO); Ampliação da Fundação Hospitalar, Costa Rica (MS); Mediação de Conflitos, Costa Rica (MS).

Comissão Atividades Produtivas – Horta Orgânica Ribeirão dos Paulas, Cachoeira Alta (GO), Fortalecimento da Agricultura Familiar Fase II, Mineiros (GO).

Comissão de Cultura – Ponto de Cultura, Nova Alvorada do Sul (MS) e Mirante do Paranapanema (SP); Orquestra de Acordeom, Nova Alvorada do Sul (MS), Centro Cultural Santo Agostinho, Mineiros (GO); Auditório Ambiental Parque Sucuriú, Costa Rica (MS); Oficina dos Sonhos, Costa Rica (MS), Rádio Comunitária, Perolândia (GO); Centro Comunitário, Perolândia (GO); Transformando os Jovens com Arte, Teodoro Sampaio (SP).

Programa Broto de Gente

A Associação Broto de Gente tem como ênfase o reforço escolar nas disciplinas de matemática e português, com acompanhamento das médias escolares e auxílio nas tarefas. Desde 2006, quando foi criada, já recebeu investimentos de R$ 2,6 milhões e beneficiou aproximadamente 1,6 mil crianças e adolescentes de 4 a 15 anos de idade, entre filhos dos Integrantes da Unidade Eldorado (MS) e moradores das comunidades do entorno da Empresa, nos municípios de Deodápolis, Lagoa Bonita, Presidente Castelo, Vila União e Porto Vilma.

Durante a semana, os alunos têm uma hora por dia de reforço escolar e participam de oficinas de coral, dança, futsal, futebol e informática. Em 2013, a Unidade Eldorado destinou R$ 583 mil para a Associação, e atendeu 230 crianças, sendo que 96 (42%) são filhos de Integrantes.

As prioridades são cursos de qualificação profissional, exclusivos para adolescentes. A meta é capacitá-los para o mercado de trabalho da região. Para 2014, estão programadas mudanças no modelo pedagógico. A equipe de professores vai trabalhar focada em conceitos lúdicos, utilizando jogos e atividades voltadas ao processo de aprendizagem construtivista para as disciplinas de matemática e português. A Associação também desenvolveu a Oficina da Cidadania para difundir os valores de um bom cidadão, o conhecimento de seus direitos e, principalmente, seus deveres.

Gestão de impactos

As operações e atividades da Odebrecht Agroindustrial, nos municípios e regiões de atuação, podem causar impactos positivos e negativos, desde a fase de implantação do empreendimento (etapa já concluída em todas as Unidades) e durante sua operação contínua. A implantação das Unidades Agroindustriais foi precedida pela realização de Estudos de Impacto Ambiental (EIA/RIMA) em que foram avaliados, um a um, todos os impactos reais e potenciais, sociais e ambientais.

Para cada um dos impactos, ainda que potenciais, foram propostas medidas preventivas, mitigadoras e corretivas. Esse processo incluiu audiências públicas e debates com cada Comunidade envolvida para validação/adequação. Foram atendidas todas as medidas recomendadas para adoção antes e durante a fase de implantação das Unidades.

Na fase atual, que é a operação do negócio, os aspectos comuns e mais significativos, em termos negativos, em todas as Comunidades são os impactos decorrentes do aumento da população nos municípios, resultado da contratação das pessoas e de fornecedores pela Empresa. O impacto se dá sobre as infraestruturas de saúde, educação, moradia e transporte, bem como na potencialização  dos riscos sociais (segurança, criminalidade, violência, expectativas frustradas). Em relação a isso, a Odebrecht Agroindustrial trabalha com políticas efetivas de Pessoas e Sustentabilidade que apoiam a gestão, a prevenção e a mitigação dos impactos das operações sobre as comunidades locais, abrangendo as áreas de cultura, educação, atividades produtivas, saúde, segurança e preservação ambiental.

Em relação às práticas de gestão de Pessoas, a Empresa tem uma política de valorização e contratação de pessoas da própria comunidade para, justamente, minimizar os impactos na infraestrutura local com a vinda de trabalhadores de outras localidades. Para isso, investe na qualificação profissional de jovens da região, tendo, nos últimos quatro anos, contratado aproximadamente 50% dos participantes dos cursos oferecidos. Além disso, a Empresa oferece transporte e alimentação a seus Integrantes e também vem investindo em escolas e creches na região, sendo que os investimentos para atender às prioridades socioambientais locais são definidos com o envolvimento do governo e da própria comunidades (mais informações no Programa Energia Social).

Da mesma forma, existe um direcionamento para priorizar a contratação de fornecedores locais, o que, além de reduzir potenciais impactos na infraestrutura e transporte, valoriza o mercado e a renda local.