< >

Integrantes

A Odebrecht Agroindustrial continuou, na safra 2013-2014, focada na qualificação de sua equipe, para atuar nas novas fronteiras do negócio. Apoiada nas práticas de Pessoas & Organização (P&O) da Organização Odebrecht e na Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO), a Empresa promoveu capacitação e qualificação e adotou iniciativas que encorajam o desenvolvimento profissional e pessoal de seus Integrantes.

Realizou mais de 2,7 mil lançamentos (promoções internas) ao longo da safra, que encerrou com 5,2% menos Integrantes que a anterior. A diminuição do quadro, em um ano de intensa crise no setor sucroenergético, ficou restrita ao término da safra e ao ganho de produtividade.

O sucesso de sua filosofia na gestão de pessoas é comprovado também com a queda de cinco pontos percentuais na taxa de rotatividade, que atingiu 20%, valor muito inferior aos 80% da média do setor. A meta é chegar a uma taxa de 10% em até três anos.

  • Ampliar imagem
  • Ampliar imagem
  • Ampliar imagem

Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO)

Aplicada em toda a Organização Odebrecht, a TEO assegura a unidade de pensamento e ação dos Integrantes nos diferentes negócios, países e contextos culturais em que atuam. Além disso, atende plenamente às necessidades dos Clientes, agregando valor ao patrimônio dos Acionistas.

Seus princípios fundamentais estabelecem os valores culturais e éticos que devem conduzir os negócios em todas as empresas da Organização Odebrecht. Todos os Integrantes têm o dever de agir como curadores desses princípios, que compõem a essência do patrimônio intangível da Organização. Entretanto, tais referências não devem tolher a iniciativa e a criatividade do profissional. Pelo contrário, destinam-se a potencializar a capacidade individual em sua atuação. Os princípios básicos são:

  • Confiança nas Pessoas, em sua capacidade e em seu desejo de evoluir;
  • Satisfação do Cliente, servindo-o com ênfase na qualidade, na produtividade e na responsabilidade socioambiental;
  • Retorno aos Acionistas e valorização de seu patrimônio;
  • Parceria entre os Integrantes, que participam da concepção e da realização do trabalho, e dos resultados que geram;
  • Autodesenvolvimento das Pessoas, sobretudo por meio da Educação pelo e para o Trabalho, assegurando a Sobrevivência, o Crescimento e a Perpetuidade da Organização;
  • Reinvestimento dos Resultados, para a criação de novas oportunidades de trabalho e para o desenvolvimento das comunidades.